Secretário apresenta ações para o combate à violência contra mulher


09/05/2019 11h05 | Por: Maisteixeira/Fonte Ascom

Os números do primeiro quadrimestre relativos à violência contra a mulher foram apresentados na manhã desta quarta-feira (8), para a Comissão de Direitos da Mulher, da Assembleia Legislativa da Bahia, pelo secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. Em relação ao mesmo período do ano passado há redução em todos os tipos de crimes, exceto feminicídio, que cresceu 10 casos no estado.


Foto: Divulgação SSP

Já os estupros tiveram queda de 32,6%, 61 casos a menos de janeiro a abril em relação ao mesmo período de 2018. As reduções seguem para os crimes de tentativa de homicídio, de 144 para 117 (-18,8%), lesão corporal dolosa, de 6055 para 4565 (-34,6%), injúria, de 4410 para 3534 (-19,9%), e ameaça de 12.554 para 9874 (-21,3%).

“As reduções mostram que os nossos esforços estão surtindo efeito, mas não podemos deixar de notar que apesar da diminuição, ainda são números altos. Precisamos educar nossas crianças, conversar sobre respeito, limites, fazer dos nossos jovens adultos conscientes sobre a igualdade de gênero. O machismo não é uma cultura do baiano. É infelizmente uma realidade nacional”, lamentou o secretário da SSP.

Além dos índices criminais, a estrutura oferecida pelo Governo do Estado para a prevenção e repressão à violência doméstica também foi apresentada. Ao todo, 15 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deams) estão espalhadas no estado, assim como 15 representações da Operação Ronda Maria da Penha.

Para a presidente da Comissão dos Direitos das Mulheres, deputada Olívia Santana, a discussão dos números sobre violência de gênero é indispensável para nortear a elaboração de políticas públicas que auxiliem o enfrentamento a este tipo de crime.

“Precisamos lutar contra essa cultura machista e sexista, em que o homem acha que a mulher é propriedade dele”, reforçou a secretária para Políticas das Mulheres, Julieta Palmeira.