Fotógrafo que teve carro queimado em Cumuruxatiba presta queixa de Ameaça de Morte


17/09/2020 18h59 | Por: Alexandro Sousa/maisteixeira

O fotógrafo Janderson Martins, compareceu na delegacia da cidade do Prado onde o mesmo registrou um boletim de ocorrência alegando que estaria sendo ameaçado por um irmão de um suposto traficante de Cumuruxatiba que teria sido preso na última semana pela Polícia Militar e durante a manhã desta quinta-feira 17 de setembro, Jaderson foi ouvido pelo delegado Kleber Gonçalves.

A nossa reportagem conversou com o fotógrafo que nos relatou que em menos de um ano e durante a pandemia, ele sofreu uma agressão em um bloqueio na estrada em Cumuruxatiba e uma semana depois teve seu carro queimado na porta de sua casa. Ainda segundo Janderson que após uma prisão de um suposto traficante do distrito na semana passada próximo a sua residência ele vem sendo ameaçado de morte por um suposto irmão do acusado.

Janderson ainda nos relatou que no dia da prisão do suposto traficante ele se encontrava viajando para outra cidade, e ao retornar o tal irmão do preso ao ver o fotógrafo passando pela avenida o mesmo gritou “Vai Morrer“.

Janderson contou também a sensação de insegurança e teme pela integridade inclusive de sua família, pois no distrito ouve um aumento crescente de uso de entorpecentes e tráfico com moldes de grandes cidades, com cobranças violentas por parte dos traficantes, mal podendo sair à praia sem se deparar com o uso ou negociações de droga. Finalizou o fotógrafo Janderson.

Informações passada a Polícia Civil, que o Denunciado é conhecido por colocar a vida de moradores em risco com acrobacias de moto em Cumuruxatiba e não importa o local e principalmente onde há de muito fluxo de Turistas e moradores assim não importando nem com as autoridades presentes.

 A Polícia Civil estar investigando as denúncias de ameaça de morte contra o fotógrafo Janderson Martins.