Mais de 11 mil universitários recebem auxílio do Mais Futuro


06/08/2020 02h44 | Por: Maisteixeira/Ascom/Secretaria da Educação do Estado

Começou, nesta quarta-feira (5), o pagamento do auxílio-permanência aos 11.608 mil estudantes das universidades públicas estaduais baianas (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc) beneficiados pelo programa Mais Futuro. O novo investimento do Governo do Estado é de R$ 4,4 milhões que, somando com os valores correspondentes aos meses de março, abril, maio, junho e julho, o repasse total aos estudantes chega a R$ 23,6 milhões durante o período de pandemia do novo coronavírus.

Para a estudante Samara Oliveira, do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uesf), o auxílio do Mais Futuro representa uma oportunidade de acesso à graduação. “Graças ao auxílio, eu e muitos outros jovens de família de baixa renda temos condições de permanecer na universidade. É com ele que eu consigo custear os gastos com transporte e alimentação, tendo segurança para poder continuar estudando. Ter esta oportunidade em minha vida me faz ter esperança para continuar lutando por minha formação e por um futuro melhor para mim, para meus colegas universitários e para a sociedade como um todo”. 

Estudante de Filosofia da Uesf, Maricelia Ito também destaca a importância do benefício no início da vida universitária. “Chegando na universidade, recém-acidentada, com diversas complicações, não tinha condições de me manter e dependia da ajuda das pessoas. O auxílio representou a garantia de que eu iria continuar os estudos na universidade, que era um sonho e que, graças ao Mais Futuro, eu consegui dar continuidade. É fundamental que ajudas como estas existam e continuem. Agora, já sou bolsista e pesquisadora da universidade e tudo isso me foi proporcionado por este programa. Trata-se de uma política pública importante e vital, principalmente neste momento de pandemia”.

O coordenador de Programas e Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes, ressalta o alcance social do Mais Futuro. “Os relatos dos estudantes demonstram a dimensão desta política pública que é o Mais Futuro. Manter esta ação, em um momento de pandemia e ao mesmo tempo de grande perda na arrecadação do Estado, demonstra mais um esforço que vem sendo empreendido pelo Governo na Bahia em prol dos nossos estudantes”, afirma. 

Sobre o Mais Futuro

O Mais Futuro oferece uma bolsa de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estudam. Criado em 2017, pelo Governo do Estado, o Mais Futuro é um programa de assistência estudantil para garantir a permanência dos estudantes das universidades públicas estaduais baianas que se encontram em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

No terço final da graduação, os beneficiários têm a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior, ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado. Os estudantes que já estão na fase final do curso e atendem os critérios também podem ingressar no programa já na fase do estágio.